Novo Rock Brasil - Art Arteiro

  • 08/06/2024

Novo Rock Brasil - Art Arteiro

Art Arteiro é o pseudônimo musical de Arthur Colli Bressan, cantor/compositor de Ubá/MG, multi-instrumentista, focado em música rock brasileira e psicodélica. Seu som busca resgatar sobretudo sonoridades da era de ouro da música pop rock, considerada por ele como sendo entre 1963 e 1974.

Em seus dois lançamentos, o EP Cabeça Fundida, de 2021 e o single Caso Chover, de 2022, Art foi acompanhado dos mesmos músicos em sua banda de apoio, o baixista Cabeça de Mato (Adiel Veras) e o baterista Lorenzo Flammia, ambos possuem perfis nas plataformas de streaming com músicas próprias. Art executa os vocais, guitarra, flauta transversal, violão e teclado nas suas músicas, produzidas pelo produtor Filipe Bressan, da banda Forest Crows, no extinto Estúdio 63 Hz, na Freguesia do Ó em São Paulo - SP.

Art tem letras que exploram a sonoridade musical das palavras, visando o registro de acontecimentos marcantes, perspectivas únicas sobre emoções do cotidiano e também contestação e protestos perante a realidade e seus valores, e ainda, nelas o artista insere referências de filosofias, crenças e formas de encarar a vida. Para compor sua poesia ele se inspira na estética de vários artistas que formaram a música brasileira e internacional. Art escreve todas suas letras, e também há colaborações com o rapper De Rolim (Bruno Rolim) e a parceira Maria Frô (Maria Luísa Carvalho) na canção Cidadão de Bang.

Os gêneros que moldam o som de Art Arteiro, passam por desde o jazz, o rock clássico, atravessando a psicodelia, o funk, os gêneros regionais como baião, maxixe e elementos de rap e hip hop, cada uma de suas músicas contém alguma dessas facetas. Como influências o artista cita músicos como Raul Seixas, Jethro Tull, Os Mutantes, Mose Allison, Som Imaginário, The Who, Red Hot Chili Peppers, seu amigo rapper De Rolim, Jack Johnson, The Beach Boys e The Beatles, além de uma infinidade de outros sons que permeiam o imaginário do artista.

Entre 2018 e 2021, atrasado pela pandemia, Art Arteiro gravou e lançou o EP Cabeça Fundida, que busca unir o peso do grito da música regional e do rock clássico nacional a influências e maneiras de tocar mais modernas, imprimindo com sua guitarra elementos de funk rock, surf e rap. Canções como Cabeça Fundida e Alumbramento, trazem em sua poesia temas como o existencialismo e o deslumbramento místico no feminino, respectivamente. E em 2022, numa pegada mais auto-produzida, com contribuições de Lorenzo e Adiel gravadas no Studio 63Hz, lançou o single Caso Chover/Pedras no Caminho, que possui duas canções, a primeira, um jazz sobre a chuva provocando reflexões em um homem que canta pra sua amada num tom desleixado e a segunda um rock sobre encarar o passado e o futuro com determinação.

Está para ser lançado o clipe oficial de Alumbramento, o primeiro com uma produção profissional, feita por Filipe Bressan, e o cantor tem retomado suas composições após um período de 3 anos de vazio criativo, no qual focou em terminar a faculdade de Agroecologia. 

Continuou estudando e tenta começar sua vida profissional. No YouTube estão disponíveis também os clipes das músicas Dry e Caso Chover, com produção independente, o segundo auxiliado pelos irmãos Carol e João Cauneto, de Cataguases - MG.

Capa do EP Cabeça Fundida

Clique Aqui e Veja: Art Arteiro - Caso Chover (Videoclipe)


Redes Sociais e Plataformas Digitais

FacebookInstagramSoundCloudDeezer -

 Amazon MusicApple MusicDeezerSpotify


Contato para Shows 

WhatsApp: (32) 99902-9029

Art Arteiro você ouve na Programação da Rádio Rapadura Rock Web


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes